sexta-feira, junho 30, 2006

Impressão, impressão minha

É só impressão minha ou os ingleses ainda não perceberam que provocar os jogadores portugueses só lhes dá ainda mais força para os derrotar?
É só impressão minha ou os ingleses desconhecem por completo que a arma perfeita para derrotar os portugueses é encher-lhes o ego e colocá-los no topo do Mundo?
É só impressão minha ou os ingleses ainda não aprenderam que grande parte da responsabilidade pelas derrotas sucessivas contra equipas portuguesas se deve ao sensacionalismo barato que usam para espicaçar os jogadores portugueses?
É só impressão minha ou ainda não é desta que eles vão aprender a lição?
É só impressão minha?

quinta-feira, junho 29, 2006

Os Estilistas

Não encontrei descrição mais perfeita para os anti-qualquer-coisa-que-tenha-a-ver-com-a-selecção:

Na Idade das Trevas, havia muita gente que queria viver em completo acordo com a vontade de Deus. Deixavam a agitação das cidades e das multidões, onde havia sempre a tentação para fazer o mal, e retiravam-se para o deserto para rezar e fazer penitência. Essas pessoas foram os primeiros monges cristãos. Para muitos deles, o mais importante era fazer penitência. Aprenderam algumas coisas sobre isso com alguns sacerdotes indianos que tinham formas especiais de se torturar a si próprios. Alguns desse monges sentavam-se no cimo de pilares enormes no centro das cidades, onde, mal se mexendo, passavam a vida a meditar sobre os pecados da humanidade. As pessoas chamavam-lhes Estilistas, o que quer dizer santos dos pilares (da palavra grega stylos, que significa pilar).

é de cagar a rir...

embora ausente, continuo presente. E a observar, com emocionada atenção, os anti-scolari a calarem-se. Ou não?

Eheheheh

«A delegação portuguesa está em evidência nas estatísticas do Mundial, depois de Scolari se ter tornado no seleccionador com mais vitórias consecutivas na prova e de o Portugal-Holanda ter batido o recorde de número de cartões numa única partida.

Mas há mais destaques nacionais. Segundo a estatística oficial do Mundial, a selecção portuguesa é a que mais faltas sofre, e 90% delas são cometidas por Petit.

Por outro lado, Hugo Viana é o jogador do Mundial que mais vezes repete a questão: “Como é que eu vim parar aqui?”

Apesar de já se conhecer o próximo adversário de Portugal, uma sondagem realizada pelo Pé-de-Atleta chegou à conclusão de que os adeptos portugueses preferiam mesmo a Inglaterra para encavar a seguir, enquanto os jogadores preferiam a Merche Romero.»

Boa contratação no sentido bíblico do termo


Gosto do novo central do Sporting.
Moisés é um nome que combina muito bem com travessia do deserto. Camelos há com fartura, só falta chamarem o Rui Jordão.




Na imagem, pode ver-se o novo reforço leonino Moisés (terceiro à direita) em Alcochete separando as águas do Rui Jordão.

terça-feira, junho 27, 2006

Oitavos, ou a pior das hipóteses




Alemanha-Suécia: Depois do blitz inicial, Larsson escolheu mal o dia para falhar um penalty. A expulsão de Lucic (creio eu) foi o mote para o que se seguiu. Dado que dificilmente os alemães farão melhor, vai uma aposta que vamos ver pior contra os Argentinos?

Argentina-México: Mais um erro importante; o golo anulado aos argentinos era válido. Mas era difícil avaliá-lo, pelo menos tanto quanto o foi para os sulistas ganhar ao melhor México deste ano. Quem dá o que tem a mais não é... Obrigado, Rodriguez, pelo portento.

Inglaterra-Equador: Nada que assuste, chato mas justo. Beckham fez mais uma vez a única coisa na qual é verdadeira e planetariamente bom, os equatorianos fizeram figura de corpo presente. Cuidado. Rooney parece ter acordado.

Portugal-Holanda: Costinha e Deco são uns idiotas. Para o primeiro, a frase de Al Capone ao ser preso por Eliot Ness: "És só um monte de conversas de chacha e um distintivo!" A ausência do segundo exime-me de ouvir os 'zucas a dizerem que "sem ele..."

Itália-Austrália: o maior roubo que se viu até agora. Sim, é cartão vermelho (mesmo só acertando depois de Zambrotta - que dá o primeiro pau - vai lá para bater e bate). Não, obviamente que não é penalty. Haveria 30 m e duas substituições para Guus...

Ucrânia-Suíça: destituído de talento quanto baste, tratou-se de um festival de "vamos levá-la até à grande área e ganhar faltas". Seria de esperar que os helvéticos soubessem marcar as mais elementares. Uns, para casa imbatidos. Outros, com a morte anunciada.

Brasil-Gana: Mais uma vez, o gordo. O verdadeiro maior. Mais uma vez, um erro. O segundo dos 'zucas é fora de jogo. Se o Gana tivesse um avançado decente talvez pudesse ter feito mais. Mas se eu pudesse comprava já Draman e Boateng.

França-Espanha: Não vi o jogo, mas vi o resumo: parece que aqui não houve bosta do árbitro (já estava a dar nas vistas o 'uma mão lava a outra' entre esparguetes e perompomperos com os apitas). Para os azuis: repitam 1986. Para os outros: Bwah-ha-ha-ha!

A pior das hipóteses: que toda esta trampa dos árbitros seja um desígnio e fiquemos em oitavo.

(Com um obrigado ao T-rex pela censura do vocabulário e pelo bitaite informático)

Ele não acabou hoje...

... Mas a arrogância e sobranceria a que já estamos habituados pelos menos calou-se por mais dois anos...

"Adiós España"!

Inimigo Público n.º 2



Aqui está o 2º clube nacional ao qual desejo que tudo corra mal. Pelo menos, enquanto este idiota estiver lá!

Falou o roto para os esfarrapados...



...na sua crónica sobre o Mundial, no jornal "A Bola", onde salienta como ponto negativo...

...O mau perder dos holandeses e a falta de fair-play demonstrada no primeiro amarelo de Deco. A arrogância holandesa levada ao extremo foi devidamente castigada.

segunda-feira, junho 26, 2006

Van Mamó!


O Mundial tem um problema: a avalanche de jogos consecutivos, que deixam pouco espaço para se comentar o que quer que seja. Ainda ontem se falava do colapso repentino do neurónio do Costinha e hoje já se vai falar do penalty milagroso da Itália. Mas como a actuação de ontem deve ficar gravada, há que fazer uma análise isenta sobre a prestação da rapaziada.

Ricardo - A revelação do campeonato, mas que a qualquer momento se pode tornar na confirmação.
Miguel - Não há no Mundial lateral direito melhor que ele, e isso viu-se ontem quando tentou várias vezes fazer de Pauleta. Com sucesso, diga-se.
R. Carvalho - Ao seu melhor. Só lhe falta a agressividade do Terry para ser 2 vezes melhor que ele.
Meira - Objectivo: manter-se fisica e disciplinarmente apto de modo a impedir a entrada de Ricardo Costa em campo.
N. Valente - Está lá porque não podemos entrar com 10. Acredita-se cegamente que Van Persie passaria por muito mais dificuldades se o Nuno Valente tivesse sido expulso. Procura urgentemente um dador de rins.
Costinha - Igual a si próprio. Enterrou no Euro por duas vezes e quis enterrar no Mundial, mas desta vez fracassou. Vai ser uma baixa importante no lado inglês.
Maniche - Diz-se que foi seduzido para se naturalizar holandês. Se pagarem mais que o D.Moscovo, é certinho. A maior revelação depois do Ricardo.
Deco - Tornou as coisas mais emocionantes, fazendo a diferença entre o "Portugal: missão cumprida" e o "Portugal: jornada heróica". Vai ser tão fácil derrubar os bifes que nem se notará a sua ausência. Mas vai ser estranho não ouvir o clássico "cartão amarelo para Deco..."
C. Ronaldo - A inferioridade numérica começou aos 7 minutos, quando foi alvo de tentativa de homicidio. Pode ser um puto mimado, mas é o puto mimado que mais gozo dá a jogar futebol. Titular, sempre. Até ao pé cochinho tira 3 laranjas do caminho, iniciando a jogada do golo.
Simão - Outra revelação. Agora sim vale 20 milhões, podendo chegar aos 25 se marcar um livre directo decisivo. As más linguas dizem que manteve uma longa conversa com o Bolo de Arroz antes do início do jogo.
Figo - 33 anos e um senhor a jogar à bola
Pauleta - Não temos melhor. O Van Basten ontem tinha dado um jeitinho na 2ª parte, mas o processo de naturalização tarda em realizar-se. Adivinha-se uma troca com Maniche.
Petit - Está a 3 sarrafadas de ser considerado opção para o Man Utd.
Tiago - Está quase. Está quase a marcar aquele golo de pontapé rasteiro à entrada da área.
Scolari -Não se morre de amores por ele, mas factos são factos. Segundo consta, fez esgotar o stock de Rennie no norte do país.

Laranja partida em quartos, venham os bifes, que até são tenrinhos


Olá, João SCP, estamos à tua espera desde as 10 da noite de ontem, onde andas tu? Foi mais sofrido do que se tivesse sido contra a grande Argentina, mas nem com um homem a mais os holandeses conseguiram aquilo que tu vendeste como favas contadas. Eu não te tinha dito que até num dia mais ou menos chegávamos para eles? As laranjas não conseguiram soltar-se do colete de forças português (pronto, está justificada a foto) e foram devoradas por um homem que está a calar muitos críticos (entre os quais me incluo).

Maniche, a jogar assim, é ele e mais dez. Tenho, claro, uma teoria para isto. Em resultado da pouca utilização nesta época, ele parece ser o nosso único homem capaz de correr. Desta vez até houve a desculpa da(s) inferioridade(s) numérica(s), mas a condição física da nossa equipa é uma coisa que me vem afligindo desde o primeiro jogo. Uns pela idade, outros pela utilização excessiva, outros por pouca utilização, outros por lesões mal debeladas, tirando o homem do jogo, ninguém pode com uma gata pelo rabo. Repararam como ninguém acompanhou o 18 nos festejos do golo? E estava-se no 23.º minuto.

Costinha, por exemplo, também teve uma época pouco desgastante, mas a sua situação é diferente. Sem clube, Darlan nunca conseguiu dar-lhe ritmo competitivo. A idade também deve ter a sua influência. Os cartões que viu são fruto disso mesmo. Falta de pernas no primeiro lance; no segundo, falta da clarividência que o cansaço costuma retirar só no fim dos jogos, e que em Costinha se manifestou logo no fim da primeira parte.

Mas o que me tranquiliza é o pacto que Scolari tem com a santinha. É incrível, e começou logo no grupo, que era fácil com todos os efes: "foda-se, francamente fácil." Até deu para gerir cartões na partida mais complicada. Os adversários falham penalties, atiram à barra, parece haver um campo magnético que protege a baliza nacional. Agora vamos defrontar a Inglaterra. Não me lixem, nuns quartos-de-final de um Mundial não há equipas fáceis, mas os ingleses são do mais parecido que pode haver com isso. Mais: Costinha não pode jogar por causa dos cartões, a única maneira de Scolari pôr outro (que corra) no seu lugar. Dizem-me que o homem não pode contar com Deco? Não precisamos de Deco para eliminar os ingleses, ficamos com o 20 fresco no jogo seguinte, querem melhor sorte? Madail que renove com a santa.

domingo, junho 25, 2006

Uma só palavra


HERÓICO!!!!

Seja o que N.ª Sra. do Caravaggio quiser

Tanga argentina

No meu grupo de amigos (eu e as vozes da minha cabeça) fui o único que desejei que nos tivesse calhado a Argentina em vez da Holanda. Por um lado, já estou farto de jogar contra holandeses. Por outro, só num Mundial podemos encontrar esse conjunto clássico das camisolas alvicelestes.

E esta Argentina não me impressionou nadica, nem com a meia dúzia que ofereceu há dias. Os holandeses vão dar mais trabalho, têm contas a ajustar connosco. Já sabemos – sabem os jogadores – que somos superiores a eles, estamos fartos de lhes ganhar. Portugal nunca se deu bem com estas tarefas menores, somos mesmo assim. Precisamos de grandes desígnios. Defrontar os favoritos argentinos seria bem mais motivante. Ainda por cima, eles não dão nada por nós. Num grupo onde ainda há marcas de Mourinho, isto era meio caminho andado para a vitória. Remind these games?

Desculpem-me a blasfémia que vou dizer, mas, para mim, a equipa argentina não passa de um conjunto de nomes sonantes hiperinflacionados. Riquelmes, saviolas? Não os queria nem dados. Crespo é tão tosco como João Tomás, só um bocadinho de nada mais concretizador. Messi? Teçam-lhe as loas que quiserem, nunca o vi fazer nada. Tem 19 anos, não teve muito tempo, mas... antes o Quaresma. Não são maus, mas são artistas. Criam, mas não trabalham. Num dia de inspiração, podem fazer-nos num 8 (ou num 6, como aconteceu à Sérvia). Mas num dia normal não ganham à Holanda nem ao México. Nós ganhámos ao México num dia mau, e somos capazes de ganhar à Holanda num dia mais ou menos.

O topónimo Argentina deriva etimologicamente do nome latino da prata. E é precisamente assim que vejo o conjunto de Peckerman: uma equipa preciosa, sim, mas que não é ouro. Também brilha, está bem, mas quem gosta de ouro não se contenta com prata. A prata é o que se dá ao 2.º lugar, ao primeiro dos últimos. A Argentina é isso mesmo, um valioso conjunto de não-vencedores. Falando em não-vencedores, o Pekerman faz-me lembrar o Sporting: um campeão em putos, mas depois, quando é a sério, uma desgraça. Deve ser o Queirós argentino. Vou passar a chamar-lhe Pekerós.

Tudo isto para dizer que tenho pena que o jogo de logo não seja contra estes sul-americanos. A Argentina não ganha à Alemanha; se ganhar à Alemanha, não ganha à Itália; se ganhar à Itália, não nos ganha na final. O rei não vai nu, mas vai de tanga.

Image Hosted by ImageShack.us

sábado, junho 24, 2006

Duas palavrinhas


Dobradinha (no futsal) e Tricampeonato (nas camadas jovens). Bem hajam.

Dobradinha e pleno



Futsal-
O Sporting ganhou hoje o campeonato nacional de Futsal ao vencer o benfica por 5-4 no segundo jogo da final, depois de ter ganho na Luz por 2-3 há uma semana.
No melhor jogo alguma vez visto desta modalidade no nosso País (opinião pessoal), os Leões conseguiram a primeira dobradinha da sua história e terminaram uma época em todas as vertentes brilhante. Vencedores da fase regular, vencedores da Taça e agora vencedores do campeonato.
Um jogo alucinante onde o slb abriu o marcador por André Lima, o ressabiado mor, mas Paulinho (melhor marcador do campeonato com 52 golos) empatou no minuto seguinte.
O SCP passaria para a frente ja na segunda parte com golo de Deo, mas as águias voltaram a empatar, perto do fim o Sporting faz 3-2 num lance muito permitido pela defesa encarnada e o treinador Adil Amarante opta pelo "Power play", prescindindo do guarda redes José Carlos, aproveitando essa situação e num rápido contra ataque, a menos de 40 segundos do fim, o Sporting faz o 4-2 e pensava-se que teria aí sentenciado a partida, no entanto a 24 segundos do fim o benfica reduz para 4-3 e na jogada seguinte empata a partida, aproveitando a desconcentração leonina e a excelente actuação de Sidney no ataque. Quando todos se preparavam para o prolongamento, eis que Gonçalo Alves acredita e num remate do meio da rua faz o 5-4 a apenas 3 segundos do fim, final simplesmente demolidor, talvez quiçá o terceiro jogo se justificasse, mas o titulo foi bem entregue ao Sporting pela época brilhante que fez.


O Sporting venceu em Júniores o Boavista por 2-0 na Academia do Sporting em Alcochete e alcançou o bi campeonato de juniores, de salientar que os leões fizeram o pleno alcançando todos os titulos da formação esta época.

Parabéns Sporting, foi um bom dia!

sexta-feira, junho 23, 2006

Fim do prólogo


Agora que a primeira fase acabou:

Grupo A:
Bom: O ataque do Equador. Os golos alemães no jogo de abertura.
Igual ao litro: O jogo alemão. Só a tradição e o factor casa lhes são/podem ser úteis.
Mau: Os (guarda-redes dos) eliminados. Os centrais (de todas as equipas).

Grupo B:
Bom: Bobadilla, Joe Cole e Gerard. A 2ª parte dos Suecos no 3º jogo.
Igual ao litro: O jogo inglês. Svennis não mudou nada. Sta. Cruz.
Mau: o meio lugar da Concacaf e a retranca estéril dos Paraguaios.

Grupo C:
Bom: As linhas mais avançadas da Argentina. Robben e Van Persie.
Igual ao litro: O meio-campo holandês. Neeskens e Rijkaard, voltem.
Mau: Os balcânicos e a arbitragem do 1º jogo da Costa do Marfim.

Grupo D:
Bom: Três vitórias. Ricardo, Miguel, Carvalho, Figo.
Igual ao litro: O México e o Irão. O destino dos Angolés.
Mau: A arbitragem no nosso terceiro jogo. Ferreira fez penalty.

Grupo E:
Bom: Os jogadores do Gana e o preparador físico dos Ianques.
Igual ao litro: Nedved. Os Ianques; Não conseguem descolar.
Mau: O benefício arbitral pró esparguetes, a lesão de Koller.

Grupo F:
Bom: O Gordo. Mesmo parado, é o maior. O 2º de ontem é prodigioso.
Igual ao litro: A técnica Japonesa e a táctica (aka paulada) Australiana.
Mau: A mediocridade croata e Graham Poll. Dois penalties por marcar.

Grupo G:
Bom: A excelente equipa Suíça. Henry, esse grande patrão.
Igual ao litro: Adebayor, a Coreia, o roubo aos franceses.
Mau: Domenech (Trezeguet no banco?) e Advocaat.

Grupo H:
Bom: El Niño, Trabelsi, o golo de Rebrov. A presunção instilada nos perompomperos.
Igual ao litro: A Ucrânia, a incapacidade tunisina para jogar para ganhar.
Mau: O roubo da Tunísia, hoje. Os Sauditas, que não podem mais do que aquilo.

quinta-feira, junho 22, 2006

Patetices - Parte N!

«Em relação ao Sporting toda a gente sabe que fomos enxovalhados na praça pública a quando da campanha das eleições e enquanto não se pedir desculpa ao Benfica não vale a pena termos relações com esse clube».

Foram enxovalhados? Na praça pública? C'raios e coriscos! Isso não se faz...
-Pipinho, o que se diz? Vá lá peça desculpa! Seja um menino bem educado e bondoso! Atente às necessidades do comissionista, perdão, camionista e peça desculpa! Caso contrário, ele nunca mais terá relações com 'esse clube'!

Sonotone pode reforçar o Benfica

Luís Filipe Vieira – Quem preside o Benfica não é nenhum comissionista, porque no Benfica não há comissionistas.
Repórter [baixinho] – Ehr... eu tinha dito "camionista"...

PS – Fantástica rabeta de hora e meia que o Sportugal deu ao Maisfutebol na apresentação de Katsouranis.

20 anos, 20 valores

22 de Junho de 1986

Até os esprememos, carago!

terça-feira, junho 20, 2006

Bellamyx, o gaulês

Esqueçam a tradução macarrónica. Não se atrapalhem com a ausência de algumas palavras. Não reparem na pontuação. Relevem o português atabalhoado. Ignorem os erros ortográficos. Vamos centrar-nos na informação: «O avançado francês Craig Bellamy»?!
As coisas que se aprendem lendo A Bola oncokeline...

stand up

"Este aqui é o D'Alessandro. Perdeu-se no trânsito para Saragoça e veio parar aqui"
PdC, na apresentação dos novos equipamentos do FCP.

segunda-feira, junho 19, 2006

Toma lá prémio!


Com a qualidade deste Mundial em níveis inferiores, aqui ficam os prémios possíveis para esta altura do campeonato:

Prémio "somos los mejores del mundo" - Espanha
Prémio "Angola" - Sérvia e Montenegro (ex-aequeo)
Prémio "Vieram para quê?" - Para guai
Prémio "2º melhor golo em mundiais" - Cambiasso (Argentina)
Prémio "Pauleta" - Pauleta
Prémio "Argentina Juniors" - Gana
Prémio "Roger Milla" - França
Prémio "Costinha" - João Ricardo
Prémio "João Ricardo" - Costinha
Prémio "Pontapé na monotonia" - Paul Robinson
Prémio "Zé Kalanga" - Humberto Coelho: "Cristiano Ronaldo é muito bom no um-para-um, mas quando são dois ou três a coisa torna-se mais complicada"
Prémio "Seca total" - A 3ª jornada
Agradecimento especial - Teamgeist

Glossário


Há no futebol "gestos técnicos" (como diria Gabriel Alves) que, por serem raros, julgo que ainda não terão nome, ou não terão um nome consagrado, como já tem, por exemplo, o «pontapé de bicicleta», que toda a gente sabe o que é. Porém, nestes tempos de aldeia global, as notícias correm rápido, e os truques que eram raros vão sendo cada vez mais frequentes, surgindo daí a necessidade de os nomear.

No vídeo que aqui se apresenta, um catalão "baptiza" alguns dos "gestos técnicos" de Ronaldinho Gaúcho. O que vos pergunto é: como chamamos nós, em português, àquelas habilidades do brasileiro, que até fala a mesma língua que nós?

Sem verem o vídeo, sabem o que é uma "elástica"? É "elástica" que se chama àquela finta?
E "el regat"? E não há mesmo nome melhor para aquelas serpentinas sobre a bola do que "bicicletas", que era o que chamávamos aos pontapés de costas para a baliza? E o "d'esperó" é o quê? E aquele jeito de jogar a bola para um lado enquanto se olha para o outro é "o estilo Laudrup"? O "barret" não é mais que um "cabrito". "El gran barret" não é bem um chapéu nem um balão... Como é que chamamos a esse passe?

E outras "fintas-raras-que-se-vão-tornando-banais" de que se lembrem, como a roleta do Zidane, que nome lhes dão? Aquele movimento típico do Manuel Fernandes, em que põe o pé ao lado da bola, roda a anca e ganha a posição ao adversário não merece já uma designação oficial?

É este o exercício que vos proponho, quem pode ajudar?

sábado, junho 17, 2006

Contratem o preparador físico americano!

Não sei se foi das tareias de Évora ou de os jogadores terem deixado de estar sob os cuidados dos preparadores físicos dos clubes, mas nota-se que a nossa selecção só não joga melhor porque não pode com uma gata pelo rabo. E ainda a procissão vai no adro. Ó Darlan, tu viste os americanos a correr? Estrangeiro por estrangeiro...

Já não há alemães como antigamente


Bem sei que a FIFA é que manda naquilo tudo, mas a típica imagem de eficácia e eficiência que costumamos associar aos germânicos sai beliscada desta situação: aquele irritante estádio de Frankfurt, onde hoje derrotámos o Irão, não pode ser palco de jogos à tarde, seja descoberto como da barraca da 1.ª vez, seja coberto, como hoje.

sexta-feira, junho 16, 2006

The next big thing!


Será que esta sonante (mais do que certa) contratação também vai dar primazia aos lamps?

Mesmo em bicos de pés...

... Consegues ser ainda mais pequeno em carácter que em altura, é no que dá saíres de casa e ires meter-te com essas companhias...

"Simão recusou trocar camisola com Mantorras

Indiferente, Simão afastou-se, depois, e prosseguiu o caminho até ao túnel de acesso ao balneário da Selecção, onde entrou de camisola ainda vestida. Mantorras ficou incrédulo com a reacção do companheiro e, após alguns segundos de paralisação, caminhou desolado na mesma direcção.

No meio da confusão gerada pelos cumprimentos de final de jogo, poucos se terão apercebido do sucedido. Pauleta, porém, terá sido a excepção. O avançado estava por perto e parece ter ficado igualmente intrigado com a atitude de Simão. Mantorras desabafou qualquer coisa, mas foi impossível confirmar o que disse a Pauleta.

Havia a possibilidade de Simão já ter prometido a camisola à mulher ou aos filhos, por exemplo. A ser assim compreendia-se a recusa da troca. Mas pela expressão estupefacta que Mantorras fez depois de ouvir a resposta do colega, afastam qualquer hipótese de uma explicação desse género. Loco, por exemplo, já tinha expressado publicamente o desejo de trocar a sua camisola com a de Luís Figo e o português fez-lhe a vontade assim que soou o apito final.

Segundo as informações que o CM recolheu junto de pessoas próximas dos benfiquistas, o angolano tem razões para ter ficado surpreendido, pois de um lado e de outro há a convicção de que “a relação entre os dois é boa”. Simão terá, por exemplo, intervindo junto da direcção do Benfica a favor de Mantorras, quando este foi multado pelo clube, por ter violado uma ordem de silêncio e aparecido na televisão com o cachecol do Sporting ao peito.

O CM tentou contactar os envolvidos na Alemanha, mas tanto Simão como Mantorras – ambos em estágio a preparar o segundo jogo das respectivas selecções no Mundial 2006 – estiveram indisponíveis até à hora de fecho desta edição."

Those were the days!

Bons velhos tempos!
Ainda recordo com saudade os tempos em que as grandes contratações lampiónicas treinavam e depois bazavam...agora...nem chegam a entrar no avião! É um fartote de contratações sonantes!


(editado)

quarta-feira, junho 14, 2006

Deve ser amigo de algum lampião, só pode

O empresário de Dalmat, francês que teve uma época pouco conseguida no Santander, diz que há poucas hipóteses de o jogador rumar a Alvalade. Segundo o empresário, a ideia é colocar o atleta num clube com ambições (e isto deve excluir desde logo a agremiação de Soares Franco, onde ser 2.º é bom porque não se gasta tanto dinheiro em prémios). Diz ele que, com 27 anos, o jogador deseja finalmente ganhar alguma coisa no plano desportivo (de novo um requisito que afasta o Sporting). Sinceramente, simpatizei com este empresário.

terça-feira, junho 13, 2006

Tiro ao alvo

Não é normal que um guarda-redes, aos 30 anos, tenha como maior proeza da carreira um pontapé certeiro na baliza adversária, a 9 metros e 15. É certo que o homem foi campeão pelo Benfica em 2004/2005, mas o feito alcançado no Euro 2004 será certamente focado no prefácio da autobiografia de Ricardo Pereira, a editar em 2012, após um brilhante 2º lugar alcançado ao serviço do Pontassolense.
Antes que se levantem as vozes discordantes, saliente-se que simpatizo bastante com o guarda-redes do Sporting, não só pelos sucessos descritos no parágrafo anterior, mas porque, sinceramente e sem ironias, estou perfeitamente convencido que o Ricardo é um gajo porreiro. Nota-se no olhar, na voz, na forma decidida como ralha com os colegas da defesa quando alguém, que não ele, falha, e ainda no desespero que o atinge sempre que sofre um golo. Dá vontade de entrar dentro do campo e dar-lhe um grande abraço. Como se não bastasse, é, de longe, um dos futebolistas da nossa praça com humor mais refinado.

O titular da Selecção Nacional defrontou Angola vestido de cinzento.Mas a cor era para ter sido outra.Era para ser amarelo e fizemos tudo para não ser. É que de amarelo um avançado nem precisa de olhar para saber onde estamos”, explicou Ricardo no final da partida, lembrando que é fundamentalser o mais discreto possível”. “Um guarda-redes é um ponto de mira para um avançado. Quanto mais colorido for, pior”, garantiu.

MSI – Movimento Simão Imigrante*

Jorge Mendes tem o "concessionário" porque oferece "contrapartidas".

*Em cada emigrante, há sempre um imigrante.

"S-I-N" vs. "S e Hã?"

Michael Essien, médio do Chelsea, jogou ontem contra a Itália, representando o seu país, o Gana.
Como sempre, o comentador de serviço pronunciava o nome do ganês à francesa: Essiã. Essien jogou alguns anos em França, sim. E todos sabemos que os franceses não são muito dados às línguas estrangeiras, é natural que lhe afrancesassem o nome. Inclusive o primeiro, que passou de Michael a Micael num ápice. Mas Essien é ganês, e o Gana tem como língua oficial o inglês. Podia até dar-se o caso de o nome ser mesmo francês, como nós também por cá temos Frechauts e Petits, mas alguém me sabe dizer por que raio é que o anglófono Michael Essien, filho de James Essien, é chamado por cá Micael Essiã?

segunda-feira, junho 12, 2006

Com o chapéu na mão...


... vejo-me obrigado a anunciar-vos, neste lindo Santo António, o meu enlace promíscuo com este mórmon dos blogs. Protocolar, faço vénias à Streaker, ao Pitons (o promotor deste noivado que, a julgar pelo que me escreveu, ainda é mais amigo dos paraísos artificiais do que eu), ao Bola, ao Sarrafeiro e ao resto da companhia, leitores incluídos.
E agora? Eu, que sou verde, tenho uma página em branco. Aproveito para fazer um manifesto (por interposta citação):

"(...) O homem que não sabe o ofício em que se emprega, ou é um aprendiz ignorado ou é um cidadão ridículo."

São as melhores descrições que me passam pela cabeça de FSF e LFV, respectivamente.
Mas o que é que isto tem a ver com o chapéu? Esse foi tirado em honra do Figo, homem que sabe do seu ofício e que ontem obrigou a um silêncio de Sé-Catedral todos aqueles que andaram a dizer que "nem sequer convocado, quanto mais titular."
Debatamo-lo. É da discussão que nascem as chatices.

Queria sol na eira e chuva no nabal...

Um protesto: estes estádios modernos, com bancadas cobertas, podem ser muito bonitos, podem ser muito confortáveis, podem ser muito funcionais, mas fazem umas sombras no relvado que me incomodam.

domingo, junho 11, 2006

BnR B Memória

Um post intemporal que vem muito a propósito. Aqui.

Inquérito


Sou um dos patetas.

Como é que não hei de ficar dividido?


Ja coloquei a minha bandeira na janela, já tenho os meus cachecóis mesmo à mão, arranjei os meus horários tanto profissionais como pessoais, para poder seguir e apoiar a nossa selecção neste grande evento que hoje para nós começa.
Quase, mas quase que estava entusiasmado, mas eis que entro no Sportugal.pt e leio que Madaíl e o Chulo Mor chegaram a acordo, no caso de Portugal atingir os 1/4 de final da prova, renovam contrato.
Sinceramente, isto não se faz um a pobre adepto da selecção das Quinas...

sábado, junho 10, 2006

Quo vadis, sporting?

Vem assim na revista DEZ (10/06/2006 pp7): Soares Franco (SF) foi ao Rio de Janeiro falar sobre “A moderna gestão dos clubes europeus” (…) Dissera SF, falando para dentro do Sporting: “Com Peseiro foi um desastre, se não tivéssemos perdido tantos pontos (com ele) seríamos campeões”; na próxima época “ titulo é prioritário” mas o segundo lugar será também muito bom, já que temos as mesmas receitas e não precisamos de pagar prémios.” (…) SF lançara a suspeita sobre as vitórias do FC Porto nos últimos 20 anos, antes de José Mourinho. “Como não tenho certezas, tenho de guardar as dúvidas comigo”.

Só para dizer que me envergonho por ter este jovem como presidente do meu clube e que, respeitando a decisão da maioria, espero que quem votou nele esteja cada vez mais satisfeito!

A VER SE ASSIM DÁ...


... Está bom assim ó mestre da prosa e do erudito?
O mail está no perfil...

Ain't life grand?

A Comissão Disciplinar da Liga alterou a decisão do «caso Mateus». Maisfutebol explica-lhe como foi possível dar razão ao Belenenses e apenas oito dias depois alterar tudo e manter o Gil Vicente no campeonato principal.
Eis todos os passos:
1. A 1 de Junho o plenário da Comissão Disciplinar, composto por quatro elementos, reuniu-se nas instalações da Liga em Lisboa e deliberou sobre o «caso Mateus», na sequência das participações de Académica e Belenenses.
2. Nessa reunião, a que também assistiu o secretário da CD, Rui Vieira, foi decidido dar razão às queixas de Académica e Belenenses. O Gil Vicente descia de divisão.
3. A decisão foi tomada por três dos quatro elementos: Gomes da Silva, o presidente, Frederico Cebola e Pedro Mourão. O quarto, Domingos Lopes, alegou incompatibilidades e preferiu não participar na decisão. Domingos Lopes é filho de um vice-presidente do Gil Vicente.
4. Nesse mesmo dia foi decidido apressar o acórdão, uma vez que era necessário notificar os clubes rapidamente, por passar um mês (a 7 de Junho) sobre o final do campeonato. E este é o período em que os resultados devem ser homologados. Foi pedido ao director executivo, Cunha Leal, que na segunda-feira levasse o acórdão para o Porto. E assim foi feito, já com a assinatura de Frederico Cebola e Pedro Mourão, os dois elementos de Lisboa. Só faltava a de Gomes da Silva, que assinaria nesse mesmo dia.
5. Gomes da Silva acabou por não assinar o acórdão. Nem na segunda-feira, nem em qualquer outro dia.
6. Esta sexta-feira, dia 9, o presidente da CD comunicou que tencionava mudar o sentido de voto e apresentou declaração de vencido. Mesmo assim a decisão manter-se-ia desfavorável aos gilistas, por dois votos contra um. Mas não foi isso que sucedeu.
7. No decorrer da reunião, Domingos Lopes afirmou que afinal estava disponível para participar na decisão. E assim fez, votando de forma favorável ao Gil Vicente.
8. Face ao empate (2-2), Gomes da Silva chamou a si a decisão, argumentando com o facto de o cargo de presidente lhe permitir voto de qualidade. Uma situação que não está prevista nos regulamentos da Comissão Disciplinar, até por este órgão ser normalmente composto por um número ímpar de elementos (cinco).
9. Apesar de a decisão ter sido tomada esta sexta-feira, dia 9, no acórdão deverá figurar a data de 5 de Junho, segunda-feira, dia em que a primeira decisão foi depositada na sede da Liga, à guarda do secretário da CD, Rui Vieira.
Face a estes acontecimentos, Frederico Cebola e Pedro Mourão decidiram apresentar a demissão, algo que será formalizado no início da próxima semana, em carta a enviar a Adriano Afonso, presidente da mesa da assembleia geral da Liga de Clubes. Mal o façam, a CD deixará de ter o número mínimo de elementos para se manter em funcionamento, pelo que será necessário marcar eleições.

sexta-feira, junho 09, 2006

Sururu na caderneta


Pedritos há muitos. Principalmente em Portugal. Mas Pedrito de Portugal há só um. É toureiro e, para além de ter dois buracos onde supostamente só deveria ter um, saiu-se há uns tempos com uma pérola deste tamnaho: “Não sou supersticioso porque isso dá azar”.
Eu também não era supersticioso...
Logo após a derrota com a Rep.Checa no Europeu de 96, em Inglaterra, e ao desfolhar pela última vez a caderneta da Panini, dei-me conta de um facto curioso, que na altura não dediquei a devida importância: o cromo do Vitor Baía tinha sido incrivelmente mal colado! Não só descaía para a direita como apresentava um ligeiro rasgo no canto superior esquerdo, destoando completamente dos restantes companheiros de página. Não fiz grande caso e segui directamente para o ano 2000, sem passar por França. Depois de devidamente recomposto da derrota com os franceses na meia-final, dou por mim fixado na página 17 da caderneta de então, onde dou de caras com o trombil de Abel Xavier. Para além da própria fronha do homem, destacava-se claramente uma grave deficiência na respectiva colagem, como se de uma camisa engelhada se tratasse (quem anda neste mundo dos cromos sabe bem do que estou a falar).
A coincidência da questão começava a ganhar contornos de verdade absoluta. Nada como tirar as dúvidas na Coreia do Sul, dois anos mais tarde. Na tentativa de contrariar esta sucessão de supostos acasos, fui na onda de super optimismo que reinava em torno da selecção e colei os tugas praticamente de olhos fechados. As consequências, como se sabe, foram desastrosas. E no Euro 2004, já de sobreaviso, fiz questão de manter os meninos perfeitamente enquadrados no respectivo local, como se de um regimento se tratasse. O campeonato foi decorrendo, mas algo me apoquentava: o cromo Pauleta teimava em não aparecer nas saquetas que comprava. E assim se manteve... ausente até final.
Para o Mundial deste ano, fiz questão de estoirar 1/3 do ordenando mínimo até que se completasse a cromaria portuguesa. Mais uma vez o Pauleta fez-se difícil. Deixou-se ficar para último, mas finalmente lá saltou da saqueta. Missão cumprida: estão todos coladinhos, inclusive o Ricardo. Mas algo me faz temer...
Preocupação nº1: Portugal é das poucas selecções que não tem guarda-redes cromo suplente. Está mal. Confesso que me senti tentado a colar o Ricardo na horizontal, mas duvido que alguma força superior contribuirá para fazer um rombo na baliza portuguesa. Estou, aliás, profundamente convencido que o próprio Ricadro se vai encarregar de se espalhar ao comprido, sem a ajuda divina da Panini.
Preocupação nº2: Francisco José da Costa - Costinha para os mais desatentos – está tremendamente mal colado. Não sei se foi o subconsciente a falar mais alto, mas a verdade é que o colanço do homem aos convocados de Scolari teve efeitos nocivos no seu próprio colanço na caderneta. Reconheço algumas das capacidades que muitos teimam em caracterizar o Costinha. Ok, é alto, posiciona-se relativamente bem e quando não acerta na bola faz questão de o fazer no adversário. Aceito e às vezes dá jeito. Não tenho dúvidas em afirmar que poderia ser um bom reforço para a linha atacante do IFK Gotemburgo ou mesmo do Odense. Apregoam ainda que tem por hábito ser decisivo nas bolas paradas e que goza sempre de grande frescura física, além de ser um líder nato. O que é facto é que Costinha foi decisivo em dois momentos pela selecção: no Europeu de 2000 contra a Roménia e no Europeu de 2004 contra a Grécia, mais precisamente no jogo da final, ao minuto 57. Quanto à sua frescura física actual, desconheço a que horas se deitou ontem. E será ele um líder importante para a selecção? Até pode ser, mas essa liderança pode perfeitamente ser conduzida a partir do banco de suplentes.

Posto isto, e gozando desta superstição, resta-me rezar para que a má prestação de Costinha neste Mundial seja devido à sua expulsão do banco durante o Portugal-Irão, por bocas ao árbitro assistente ou por uma entrada mais feia sobre o Paulo Santos.

Debalde

Apesar de andar ausente das lides - o que espero poder resolver no fim do mês -, aqui fica a minha aposta: Costa do Marfim!
NB - Continuo a achar que Portugal vai ser campeão do mundo.

quinta-feira, junho 08, 2006

Afinal sempre contamos contigo para a palhaçada



O casmurrão hesita entre dar um tiro num pé, uma facada num pé ou uma pedrada num pé. Mas por que raio é que ele insiste em ir sempre pelo caminho mais complicado?

Novo jornal desportivo online

Nasceu oficialmente há pouco mais de uma hora. Diz ter independência e promete ser incómodo. Teve o bom gosto de se interessar pela FBF e pelo nosso maluco do Samouco, e só por isso já merece o nosso aplauso. Passem por lá e inscrevam-se de novo. Chama-se Sportugal.pt e a entrada é por aqui.

terça-feira, junho 06, 2006

O Enigma!


O que é que o SLB tem, que o GVFC não tem ?

Quem comeu quem?

Sob a égide do fórum do tal novo jornal desportivo online que verá a luz dos monitores na quinta-feira, aqui fica um cheirinho do que por lá se pode encontrar. Ainda cheira a tinta – ou, como diria o Fernando Santos, «ainda se parece muito com um hospital» – mas já se pode ir entrando. Vão até lá, sejam dos primeiros a conhecer os cantos à casa, registem-se e mobilem aquilo como quiserem, o espaço é vosso. Ah, e parece que há vagas para moderadores.

segunda-feira, junho 05, 2006

Pausa na baixaria

Vamos falar de futebol

O Mundial de Futebol deu-nos o pretexto mais do que suficiente: *Falar de Futebol*.

Enquanto acontece nos estádios da Alemanha e nos ecrãs de televisão pelo mundo fora, quisemos juntar outras perspectivas sobre o tão aclamado desporto-rei.

Da pedagogia à ciência, das mulheres aos media, muitas razões para vermos o futebol a partir de outros olhares.

Dias 8, 15, 20 e 22 de Junho às 18h, na Livraria Almedina, na Praça da República, Coimbra, vamos *Falar de Futebol*, das emoções, das paixões, da ciência, do marketing, do que é ser mulher num universo tradicionalmente ligado aos homens.

Jornalistas, adeptos, sociólogos, professores universitários, treinadores, jogadores e jogadoras vão partilhar conhecimento e relatar experiências em conversas informais em que o público é convidado a participar.



Mais informações em:
http://www.almedina.net/mall/eventos/show.php?id=638
http://www.almedina.net/mall/eventos/show.php?id=639
http://www.almedina.net/mall/eventos/show.php?id=640
http://www.almedina.net/mall/eventos/show.php?id=641

Almedina Praça da República (Coimbra)
Rua Alexandre Herculano, 3
3000-019 Coimbra

FALAR DE FUTEBOL é uma organização *Ideias Concertadas* para a
Livraria Almedina.

Para mais informações, contactar:

Ideias Concertadas
António José Silva
ideiasconcertadas@gmail.com
960 290 131

Complexos


Eis a verdadeira acepção da expressão, "colocar-se em bicos de pés"...

(Pa)ciência exacta

O cavalheiro confirma a oficialidade da coisa.

FBF NEWS

domingo, junho 04, 2006

Sr. Figo

Por motivos que apenas a lampionagem sabe, quando se fala do sr rui ‘ contrato em branco’ costa e das férias que vem passar junto ao Colombo, lá vêm os lamps trazer o Sr Figo à baila, comparando o incomparável.
Já nem falo da valia técnica de um e de outro. Mas quando se olha para o desempenho de ambos desde 2004 (estou a ser simpático)…dá vontade de rir.
Desde o Sporting ao Inter, passando pela selecção, o Sr. Figo jogou sempre ao mais alto nível. Sempre a bombar! O sr costa somente à 4 anos foi inscrito numa equipa de alto nível…pouco jogou e a quase sempre era suplente. Depois do jogo de ontem da selecção, assalta-nos logo uma questão: depois de um campeonato italiano, taça de Itália (que ganhou) e da carreira na LC, como é possível mostrar a frescura física que evidenciou ontem? Outra questão: estando quase sempre encostado nos últimos anos como é possível que o sr costa não aguente os 90m?
Não sou apologista que o Sr. Figo venha para o Sporting acabar a carreira…mas se tiver a actual frescura física…assine um contrato em verde….e ganhe menos de 5000,00/mês…venha ele!

sábado, junho 03, 2006

Atestado de incompetência



«Os sócios do Sporting delegaram no Conselho Leonino as competências e os poderes relativos à alienação de bens imóveis propriedade do clube. Soares Franco era, por isso, um presidente satisfeito, depois de uma vitória que atingiu os 76 por cento dos votos, numa noite de fraca afluência
Como é que um homem pode estar satisfeito por ser presidente de uma cambada de incompetentes que não são capazes de pensar pela própria cabeça e que o admitem? Como é que um homem pode estar satisfeito por ter sido eleito por esta gente como o seu melhor representante? Como diria alguém que os conhece a todos melhor do que eu, «são uns cocós», estão bem uns para os outros. Aliás, um clube de merda não se faz com outra gente.
Primeiro, era uma coisa tão importante, tão vital, que tinha de ser decidida antes das eleições, desse lá por onde desse. Agora, é uma coisa tão importante, tão vital, que tem de ser decidida pelos ilustres, nem que isso demore mais tempo. Deliciam-me estas contradições, o que é que vocês querem?
Eu era capaz de entornar o balde das pipocas a rir se agora o Conselho Leonino, num rebate de consciência, optasse pelas chamadas «alternativas à venda do património». É impossível, eu sei, porque há muita gente a comer, mas lá que era divertido...

Não é racismo não...


“São uns quatro ou cinco intelectuais. Aqui, quando eu falo em bandeira, em pátria, em nacionalismo, é porque sou pregador. Na verdade, é preconceito contra brasileiro mesmo. Eles têm bronca, raiva e inveja dos brasileiros”, afirmou em entrevista ao jornal “Zero Hora”, publicado no Rio Grande do Sul, o seu estado natal no Brasil.


... És mesmo tu que não passas de um grande chulo filho da puta.

sexta-feira, junho 02, 2006

FBF vai, finalmente, ter sede própria!


Caríssimos federados

Todos aqueles que desejavam que a Federação de Blogs de Futebol tivesse uma sede própria, equidistante de todos os seus membros, têm razões para estar felizes: esse desejo vai ser uma realidade.

Pensamos que dificilmente a FBF poderia ter melhor sede: um novo jornal desportivo online, que começará as suas "emissões experimentais" na próxima segunda-feira, interessou-se pela ideia (é bom saber que somos lidos por gente ilustre!) e vai acolher esta nossa iniciativa.


Para além de manterem a generalidade das características originais, vão ainda apresentar, todas as semanas, um blog federado e eleger diariamente O Post do Dia de entre aqueles que sejam publicados pelos blogs-membros.

Na segunda-feira (ou talvez antes disso) contamos anunciar a morada da nova sede.

Provavelmente, será preciso renovar a inscrição, sendo os blogs-membros apresentados no jornal pela ordem da nova inscrição. Apesar deste contratempo burocrático, julgamos que vale a pena. Daremos novidades assim que formos sabendo delas, mas na segunda-feira isto deve estar tudo explicado.

Enfim, o que vos parece, ó federados?