terça-feira, março 31, 2009

Já não há alhos no balneário, mas há outros métodos igualmente sofisticados


Gostamos que os leitores do BnR B saibam das coisas primeiro, pelo que estamos em condições de apresentar o look de Queirós na conferência de imprensa que antecederá o jogo contra a selecção de Barbados, em Fátima, encontro particular destinado ao pagamento de promessas.

segunda-feira, março 30, 2009

Jornada 8 Clausura

Vai partir a todo o momento o comboio para a 8ª jornada do CNB (Quase me esquecia que havia uma coisa chamada futebol....não fosse um lagarto hoje lembrar-me que uma bola bateu no peito dum tal Pedro Silva....Porra! A Carlsberg é mesmo a cerveja que dá a mais longa ressaca do mundo.....e dura....e dura.....e dura.....) com os seguintes jogos:

Re-Estreia para o Arquivo Vivo e logo apadrinhada pelo líder. Boa ementa....

Agora....toca a postar!

A capa que decepcionou toda a gente


PS – Chegaram imagens melhores, a capa está em remodelação.

Pronto, depois de remodelada, atendendo às críticas que acharam que uma edição destas deveria ter pelinho à mostra, aqui fica então a dita cuja (repare-se no coelhinho, faxavor):

quinta-feira, março 26, 2009

Porque a vida não é só bola (embora às vezes pareça)

Amanhã esta coisa vai estar nas bancas.



Este quiosque (gerido por um tipo espectacular, já que falam nisso) oferece a um leitor do BnRB uma playboy a quem acertar (ou ficar mais próximo) na hora em que vai ser vendido o primeiro exemplar. Abre às 8, fecha às 19.

Em troca, ele, o tipo espectacular, pede que depois de colocarem o vosso palpite na caixa de comentários deste post, se dirijam aqui e que sigam as instruções de uma outra iniciativa. Não custa nada.

«Eleutério» para uns, «ele é otário» para outros

A notícia do 24 Horas comentada e anotada:

Chama-se João José Eleutério, tem 39 anos, e é o capelão da Igreja de Nossa Senhora da Bonança [se, em vez da Bonança, fosse da Tranquilidade, era capaz de ser mais seguro], no Largo do Rato, em Lisboa, que por causa de uma brincadeira relacionada com os acontecimentos do final da Taça da Liga se viu envolvido numa polémica que até foi notícia... no Brasil.

O padre, assumido adepto do Sporting, que foi ordenado há quase 15 anos, é doutorado em Teologia [note-se que é preciso ser-se doutorado em Teologia para acreditar que o Sporting pode ganhar alguma coisa] e membro da direcção da Faculdade de Teologia da Universidade Católica [mas vai abandonar a direcção, solidário com Soares Franco na Liga], disse na missa que celebrou no domingo [afinal sempre celebrou qualquer coisita] que se recusava a baptizar qualquer criança chamada Lucílio, em alusão ao árbitro de Setúbal, que errou ao assinalar o polémico penálti que ajudou o Benfica a conquistar a Taça da Liga [que diabo, não foi este penálti que ajudou o Benfica a conquistar o troféu, foram os que o Quim defendeu, que falta de rigor informativo!].

"Aproveito para vos anunciar que, enquanto for responsável por esta paróquia, não faço intenções de baptizar nenhum menino chamado Lucílio. Queiram dispor para tais propósitos dos serviços de uma paróquia vizinha", atirou no domingo [como quem atira uma medalha para longe], de acordo com a agência Lusa, o capelão, antes do habitual "Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe" [não se referia, obviamente, ao Senhor Lucílio Baptista].

Ténis e surf nas horas vagas
Contactado ontem pelo 24horas, o padre disse ter sido tudo "uma brincadeira" [cartão amarelo por simulação, já!] e criticou o exagero que estava a ser dado ao assunto [não vale imitar o Rui Costa!], que até já tinha eco em sites noticiosos do Brasil. "Tenho estado a rir com isto tudo [ah, achas graça?!] e da forma como se torna uma coisa descontextualizada numa manifestação brutal de ignorância" [aqui, com "manifestação brutal de ignorância" acho que se refere ao facto de mais de metade da sua equipa não saber bater penáltis], afirmou ao nosso jornal o capelão, que é também assistente diocesano [uma espécie de bandeirinha, até lhe chamam o Jaguar, em alusão à cor verde e ao aspecto felino que normalmente se associa à marca britânica) do Movimento Católico de Estudantes [uma coisa parecida com a Juve Leo, mas só para quem acredita em coisas que não existem], revelando, por fim, que até já lhe tinham dito que "a notícia estava a passar em rodapé no canal TVI24".

"Vou ver até onde isto vai chegar para me ir rindo" [que giro, os pirómanos fazem a mesma coisa], reforçou João Eleutério, que completa 40 anos no próximo dia 29 de Abril e é conhecido por ser "praticante de ténis e surf nas horas vagas" [o que faz só para parecer sportinguista], conforme nos contou o padre Peter Stilwell [olha este a contar os pecados do outro, que vergonha], director da Faculdade de Teologia, que até se mostrou algo surpreso pelo sportinguismo manifestado pelo seu secretário. "Ele não é nada de comentar sequer os jogos. Comigo nunca o fez [noto aqui uma pontinha de ciúme por o Eleutério nunca ter brincado contigo, ó Peter], porque nós até já temos muito de que falar por causa da Faculdade", revelou. João Eleutério é também oficial da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paço d'Arcos [deve ser para ir às festas da mangueira].

Todos são baptizados
Sem se querer alongar mais [neste dia, já tinha feito suficientes alongamentos depois do ténis] em comentários ao nosso jornal, João José Eleutério remeteu-nos depois para as declarações que havia concedido horas antes à agência Lusa, nas quais assumiu que é "sportinguista desde sempre" [então sempre é verdade que Deus castiga] e confirmou as mediáticas declarações proferidas na missa de domingo. "É verdade que falei, durante a missa, do resultado vergonhoso [lá está, falhar tantos penáltis é realmente uma vergonha] entre o Benfica e o Sporting. Foi uma brincadeira [concordo, também me pareceu que os jogadores do Sporting não levam os penáltis muito a sério]. Os paroquianos já sabem que eu gosto do Sporting e de fazer piadas [bate certo, desde pelo menos Sousa Cintra que os sportinguistas gostam de dizer coisas engraçadas]", defendeu, sublinhando que, ao contrário do que havia dito, nenhuma criança ficará sem baptismo na capela do Rato [Do Rato? Ora, também não é preciso insultar o homem só por estar a dar o dito por não dito] .

"Se não for eu, será outro sacerdote" [vai pedir escusa, como o Liedson... não se sente confiante, ainda é capaz de molhar outra cabeça que não a do pequeno Lucílio], concretizou. O padre não poupou críticas ao árbitro Lucílio Baptista. "Custa muito perder da maneira que perdemos [olha, outro que também sabe a tabela dos árbitros, como o juiz Mortágua... Investiguem!] frente ao Benfica", defendeu [gosto da maneira como ele defende, faz lembrar o Rui Patrício], acrescentando que, na sua opinião, "vai ficar sempre a suspeita de que o árbitro não foi correcto" [aqui refere-se ao lance do golo do Sporting, em que Vuk agarra os calções Adidas de Maxi Pereira só para os comparar com os seus Puma]. "A verdade é que o Sporting está constantemente a ser prejudicado pelas arbitragens", lamentou [antes mesmo de referir, como exemplo, os penalties frente ao FCP e o golo de Vuk ao Rio Ave nesta mesma edição da Taça da Liga].

Discriminação!

quarta-feira, março 25, 2009

Quando o BnRB toca

Do leitor Carlos Silva:


Também me preocupam os Lucílios que temos em casa

O director de comunicação do meu clube, se fosse um treinador de futebol, era para aí um... Quique Flores. Se fosse um jogador, era o Balboa. E, se fosse um clube, era o Sporting. Basicamente, é um infeliz e um incompetente, e suscita-me tanta simpatia como qualquer um dos nomes que acabei de referir.

Nesta última conferência de imprensa, oportunidade de ouro para se juntar ao coro de indignação contra a má arbitragem nacional, oportunidade de ouro para vincar a urgência da mudança deste estado de coisas, oportunidade de ouro para demonstrar que o clube dos outros é realmente diferente do nossso, a inteligente criatura preferiu fazer exactamente aquilo de que acusou os lagartos: assobiou para o lado quando um erro o beneficiou. Ora, foda-se.

Podia ter dito que este árbitro é realmente uma besta, como só agora o Sporting descobriu, e que está a mais no futebol. E podia ter ilustrado a declaração elencando 7354873459 lances em que Lucílio não esteve bem, começando pelos do jogo do Algarve (como a falta não assinalada que está na origem do golo de Pereirinha, por exemplo), passando por outros jogos desta mesma época, e terminando nos de épocas anteriores. Depois, realçava o mérito da sua equipa no desempate através de pontapés da marca de grande penalidade, que foi aí que o triunfo foi conseguido, e findava queixando-se de o árbitro ter maculado a conquista deste troféu. Sublinhava que o Benfica, mesmo quando é beneficiado pela arbitragem, é prejudicado. E que não é nada disto que pretende da arbitragem, que só pugna pela verdade desportiva, não quer favores nem compensações.

Mas não, aquela sinistra figura, que seguramente não é benfiquista, quis ser mais papista que o papa, que é o que costuma fazer quem, não sendo da família, tenta agradar à família. Já que quer tanto agradar e não sabe como, vou dar-lhe uma dica: faça como o Madail, finja que vá cagar e desapareça de fininho.

terça-feira, março 24, 2009

Taça da Liga - O Epílogo

Só para terminar com este assunto, de uma vez por todas, não me vou alongar, nem repetir, em frases já feitas, dizeres jocosos, anedotas joviais, desesperos alucinados, ou outro tipo de discursos incoerentes, criados após substâncias ingeridas, através das vias respiratórias.
  • Declarações assombrosas de Suado Frango, que toda a gente já sabe...
  • Arremesso de medalhas, é mão, é peito... ? decidam-se.
  • Declarações de comentadores... sem comentários.
  • "Só respondo ao Presidente, e não ao director de comunicação" (!!?)
  • Redenção suicida em praça pública do árbitro... só para rir
  • Gestos com a mão (e lábios), dos treinadores. Irrelevante ?
  • "Ganhamos bem e merecemos ganhar" Dr.House... oops.
Bom, disputas à parte, e não defendendo nenhuma das partes - talvez o Benfica devesse oferecer a Taça ao Sporting, e o Sporting oferece-la de novo ao Benfica, parece-me bem, estes gestos de cortesia -, venho apresentar em primeira mão, a causa de toda esta polémica. É ridículo, mas é verdade... Tanta coisa por causa desta "coisa" (acho que já ouvi isto por aqui). Não é montagem, e foi tirada hoje, na sede do Benfica.

Para partilhar, com todos vocês (e não, não sou eu que estou na foto, mas talvez alguns de vós - os melhores leitores do mundo - o possam reconhecer de algum lado).

A Taça não é do SCP, nem do SLB... É DESTE GAJO !!!

Até breve.

Nota 1: Imagem divulgada no BnR B com o consentimento do jovem.
Nota 2: Não, não sou do FCP.
Nota 3: Para visionar após o vomitado, e não ficarem enojados com a foto do animal, tomem lá esta para (re)animar... e esquecer toda esta polémica exagerada.


Esta merda deste blog tem os melhores leitores do mundo (já tinha dito?)

– Estou, sim, "Quando o BnR B Toca"...
Olá, o meu nome é Rui Costa, sou leitor assíduo do BnR B e vinha aqui deixar uma sugestão para post.

Isto também acontece nos vossos blogs?

Rui, aqui fica o post que nos sugeriste.
(Pessoal, a parte boa é ideia do nosso leitor, a parte má é culpa minha.)


Juntem-se à festa e acrescentem vantagens enumeradas por Franco, do tipo: "Se ficarmos muito tempo sem provar o sabor da vitória, não faz mal, diz que ao fim de 12 anos sabe melhor."

Ponham-se na fila!

As senhas encarnadas têm prioridade, estou já a avisar.

Extra futebol!


O Ferrari de Setúbal!

Porto, o clube concretizador de sonhos!


Há uns, que lhe damos a oportunidade de treinar a melhor equipa das suas vidas, há outros, que levamos a Roma vestidos de azul e branco...

domingo, março 22, 2009

Everything is possible with training



Agora vão treinar pontapés da marca de grande penalidade.

Esta merda deste blog tem os melhores leitores do mundo

Não há como negar o título deste post. Eles mandam-nos febras, mandam-nos dicas para os bordados das Caravaggios, mandam-nos sugestões para posts, mandam-nos informação confidencial, mandam-nos à merda, mas sempre com o mesmo carinho com que um superdragão assalta uma área de serviço.

Desta vez foi o Cobb, que, apesar de ser portista, não resistiu à onda de graçolas que valeu a citação de 5 posts do BnR B numa recente edição do programa MaisFutebol na TVI 24. Vem atrasada, mas faltava mesmo esta piada. Genial. Nota: não se trata de um FFW, é "fabrico próprio" do Cobb, que escolheu o BnR B para a sua divulgação. Estragam-nos com mimos.

O Pipinho está um homem!

Dr. House no banco de urgência

Era a última oportunidade para ganhar alguma coisa esta época. O treinador não conseguia descobrir a receita para isso. Meses e meses de diagnósticos errados. Chamaram o Dr. House de urgência e meteram-no no banco. O Dr. prescreveu: «Recuem o Aimar e joguem com dois pontas-de-lança.» E se não chegar? «Se não chegar, cura-se a dentada do cão com o pêlo do mesmo cão.»


Agora a sério, quem se preocupa com estas coisas dos erros das arbitragens tem mais é de lutar pela implantação de medidas que contribuam para a diminuição desses erros, e não tentar beneficiar das benesses de quem põe e dispõe no sistema que controla a voluntariedade desses erros. Sim, refiro-me a quem se senta à mesma mesa com o sr. que recebe árbitros em casa e que negoceia fruta, chocolatinhos e viagens ao Brasil. Não me admiraria nada que quem mexe nesses cordelinhos quisesse que o Benfica ganhasse um troféu com a ajuda de um erro de arbitragem. Não gosto de ganhar assim. Por isso, venha de lá de uma vez o videoárbitro, que não há mesmo outra solução.

sábado, março 21, 2009

Coisas realmente importantes

1. O lançamento de medalha do Pedro Silva é ou não record nacional?
2. Nuno Luz: "O lançamento do Pedro Silva foi uma merdalha!"
3. Lucílio Baptista, após consultar auxiliar, considera nulo o lançamento de Pedro Silva.
4. Pedro Silva revoltado: "Claro que foi com a mão! Já viu alguém lançar medalhas com o peito??"

sexta-feira, março 20, 2009

Final antecipada!


Villarreal - Arsenal
Man. United - F.C. Porto
Liverpool - Chelsea
Barcelona - Bayern Munique

Será uma eliminatória difícil, sem dúvida! Tentaremos tirar vantagem da primeira mão ser disputada fora de portas. Um empate com golos em Old Trafford e um empate a zero em casa, colocam-nos nas meias-finais:

Man. United / F.C. Porto - Villarreal / Arsenal
Barcelona / Bayern Munique - Liverpool / Chelsea

Para as meias ficaram reservadas as "facilidades".
Uma final histórica em vista!
Reeditar um "F.C. Porto - Bayern Munique" de Viena nos anos 80, é um sonho que se pode tornar realidade...

O dia em que Jesus voltou à terra

Foi ontem, na Cidade dos Arcebispos. Primeiro um pé, depois o outro, finalmente o queixo. Ele pode dizer que não andava nas nuvens, mas o nariz, aqui para nós, andava muito no ar. Ainda o ouvi pedir a cabeça de João Baptista numa bandeja, convencido de que tinha sido ideia deste o balde de água fria. Enfim, Deus é grande, o Braga é enorme, e o meu sorriso trocista é desmesurado. Talvez na PlayStation, Jesus.

quinta-feira, março 19, 2009

Um ídolo! Um Deus!

Graeme Souness chegou a Portugal para treinar o Benfica em 1997, mas foi em 1996, quando treinava o Galatasaray, que foi protagonista de um dos maiores momentos do futebol Europeu.
Souness acabava de conquistar a Taça da Turquia. A final tinha sido disputada no estádio do Fenerbahçe, o maior rival de sempre do Galatasaray. A loucura e alegria da vitória, talvez também um desconhecimento profundo do fanatismo Turco, levaram-no a fazer isto:



A aventura Turca do treinador Escocês tinha terminado ao fim de um ano. Graeme Souness viu-se obrigado a abandonar a Turquia, local onde nunca mais regressou e a procurar emprego noutro país.
Para os adeptos do Fenerbahçe isso não bastava, teria que ser feita uma vingança, é então que surge Rambo.
Rambo era um simples adepto do Fenerbahçe, mais um dos "injustiçados", mas "um pouco" mais destemido. O Galatasaray ia jogar em casa frente a uma outra qualquer equipa do campeonato Turco, quando Rambo, sozinho, munido apenas de uma "faquita", resolve fazer justiça com as próprias mãos:



Rambo transformou-se no adepto mais admirado, mais querido e adorado dos adeptos do Fenerbahçe. Um ídolo! Um Deus!

Não é difícil perceber porque o baptizaram de Rambo, pois não?...

ps: Será que o Porto se vai despedir deste campeonato, seguindo para a Superliga Europeia, sem que um portista faça isto no estádio da Luz?...

Não chega! É pouco!...


(clicar na imagem para obter melhor definição)


O presidente do Inter de Milão, Massimo Moratti, prometeu a José Mourinho 100 milhões de euros, para contratar os jogadores que entender serem necessários ao Inter, para vencer a Liga dos Campeões na próxima temporada.

A equipa que Mourinho necessita, custa 260 milhões de euros.
100 milhões? Só se para começar a conversar...

quarta-feira, março 18, 2009

É aproveitar

Sobejou um M da magnífica Cunnilingus. Quem quiser ver a final da coisa não sei quê com ela vestida ainda vai a tempo. Será expedida amanhã. Dá vidas para o que falta do BnR Bet.

A Coisa Carlsberg

Há textos que não vale a pena serem escritos. São perda de tempo. Tenho aqui no meu ambiente de trabalho sete folhas de texto do Winword™ que mais não são do que investidas sem destino, começadas previsivelmente com “Não sei se o Quiquer vai ler isto”, boçalmente com “Se Carlos Paião escreveu a Meia-Dúzia, o Polga escreveu A Dúzia”, lamentavelmente com “Lá se foram 100 euros em apostas”, entre outras banalidades, socorridas de advérbios de modo, que nenhum interesse têm para o indigente leitor-padrão de blogues de futebol ou de crónicas do José António Lima.

Este texto terá, relativamente aos outros, uma única característica excepcional: já vai em mais de duas linhas. Não posso, porém, deixar de o escrever, visto tratar-se de um tema que muito me melindra. Falo da Taça Carlsberg, aquele instrumento bifuncional que, de frente, serve para enfeitar a vitrine dos troféus;



de costas, serve para tirar imperiais fresquinhas.



Vamos por partes: o que é um “taça”? O dicionário online classifica “taça” da seguinte forma: “do Ár. tasa < Pers. tasht - s. f., vaso para beber, de boca larga e pouco fundo; copo; objecto, geralmente em forma de taça, que se oferece como prémio.” O dito objecto da Carlsberg não é uma “taça”. Serve para beber, sim senhor. Melhor: serve o bebedor, que dali extrai, por via da torneira, a cerveja que lhe cairá no copo – no “copo” e não na taça, em seu sentido lato, porque será fundo e de boca estreita este vaso de beber. Portanto, aquilo da Carlsberg não é uma “taça”. Um troféu, vá lá. Uma “cena”. Um “coiso”. O Benfica e o sportém vão disputar a final daquela Cena da Liga ou daquele Coiso da Liga. Não da “taça da Liga”...

E depois, isto de chamar “taça” a uma coisa da Carlsberg não é de bom senso. Fosse Dom Pérignon ou Moët et Chandom e até se percebia – embora, dizem os entendidos (malta do sportém que a gente no Benfica só bebe vinho tinto e uma outra coisa de que já vou falar lá mais para a frente), o “vaso de beber” o champagne deva ser uma flute (os novos-ricos é que se habituaram às “taças de champanhe francês”, fruto dos hábitos de gerações e gerações a beber água pé pela malga) – uma vez mais, o copo fundo e a boca estreita, para as bolinhas não saltarem para fora do copo e cumprirem com a sua função de nos fazerem cócegas na ponta do nariz, que é uma das cenas que o vinho espumante que eu bebo na passagem de ano faz. Isso e brindes. É para isso que serve o espumante. A Carlsberg serve para beber quando não há Sagres. Ups. Já falei no assunto.

Eu tenho de começar a organizar a porra dos textos por tópicos antes de começar a escrevê-los directamente no Blogger™. Senão isto assim não tem leitura nenhuma. Uma pessoa perde-se, embrulha-se, desmancha punch-lines, arruina surpresas, antecipa desenlaces, enfim... Não nasci para a literatura, definitivamente.

Ora a Sagres... eu tinha isso aqui num post-it.

Cá está, encontrei. Ui, tem a ver com um dilema... Eu, realmente... quando uma pessoa se desliga do futebol, passa a ter umas ideias existencialistas e não sei quê... Que tristeza.

Ora bem, o meu problema aqui é do fôro moral: que cerveja devo beber no sábado, enquanto vejo a final do Coiso da Liga? Há uns dias, quando aqueles de Guimarães cá vieram desfazer-me as fantasias, eu disse para comigo “Diego, tu, até ao fim deste campeonato, não tocarás mais vez nenhuma em Sagres... tu bebes mas é Carlsberg” e dei mais um gole na mine. Falando verdade, foi a mine Sagres que me animou o resto da noite, sem que eu tivesse dado conta disso. Força do hábito, lá está. Uma pessoa vai ao balcão do Lebre e não pede “uma carzbér, fáxavor”. Um gajo não se chega à Típica e diz “ah, guarda lá a Sagres... hoje quero carzbér”. Há uma reputação, um status, em cada tasco que nos acolhe, semana após semana, ora para ver a bola, ora para festejar, ora para afogar mágoas. Uma pessoa não pode ser vira-casacas. Isto são tudo pensamentos que tive no domingo, para me consolar do desconsolo que me causou ter constatado que, depois de ter decidido abandonar a Sagres, não consegui forçar e vergar a força dos hábitos que carrego comigo.

Porém, estes pensamentos não foram apenas fruto da minha auto-desilusão momentânea. Foram, também, reflexo de uma luz mais sóbria (na segunda-feira). Uma luz que me faz perguntar (hoje, que ontem não me tinha lembrado disto) “a quem devo mais respeitos? Quem me merece mais lealdade? O Benfica ou a Sagres?”. Estivesse eu rodeado por dez garrafas vazias de mini Sagres e a resposta seria líquida e espontânea “ao Grande Glorioso” e, então, decidiria nesse mesmo momento e enquanto virava mais duas minis que, de então em diante, só beberia Carlsberg. Mas aqui, numa sala austera e livre dos benefícios do álcool refrescante, sou uma pessoa racional, fria e sem paixão. Afinal de contas, nos últimos anos, quem me deu mais alegrias? O Benfica ou a Sagres? Vou mais longe: nos últimos anos, quem mais fez pela minha paixão e pelo meu fervor benfiquistas? O Benfica? Ou a Sagres? A resposta é rápida – contém apenas 20 centilitros.



Extraído e ilustrado do original

Sport Lagoa e Benfica

A propósito disto, eu também queria o Quique num contentor, para aprender.

terça-feira, março 17, 2009

Sporting, Benfica, ou... Braga?


Quem será o campeão "regional Português" em 2012/2013?

Como já nos tem habituado de há alguns anos para cá, o Futebol Clube do Porto prepara o seu futuro muito atempadamente.
Depois de se sagrar hepta-campeão, o Porto ambicionará outros voos e a Superliga Europeia, já "cheira" a realidade...

Mais 15 posts de fama...

Gostávamos então de saber o que é que os estimados leitores deste blog têm a dizer acerca da participação do Don Corleone. Deve o BnR B avançar para a contratação do rapaz, ou não?

Alguns membros do blog já se pronunciaram transparentemente no Twitter. Pede-se aos restantes o favor de abrirem lá uma conta. E aos que têm lá conta, o favor de adicionarem os companheiros, estás a ouvir, ó Zuran?

Bom, não queremos influenciar ninguém, mas, de modo geral, achamos que o padrinho soube aproveitar a oportunidade que lhe foi concedida. Tentou mostrar serviço, foi fiel aos seus princípios, não refreou as suas convicções para evitar melindrar sensibilidades de outras cores, trouxe sprays que o Figas não tem agitado, conseguiu indispor alguns leitores. Tecnicamente, não é mau no post curto, revelou algum à-vontade na ilustração, aborda os assuntos de um ângulo pouco vulgar e joga numa posição em que este blog está manifestamente carenciado. Está bem, também não é nenhum fora-de-série como a contratação que falhámos nesta época, mas até o Sururu tem problemas com as vírgulas, e o Armés julgou durante muito tempo que o Quique Flores podia fazer carreira a treinar equipas de futebol. Tirando eu, mais ninguém é perfeito.

E vocês, o que acham? Se tivermos orçamento só para um, o The Champ tira o lugar ao Don Corleone? Enquanto o Soares Franco não muda os estatutos ao blog, vocês têm voto nesta matéria.

segunda-feira, março 16, 2009

Jornada 7 - Clausura


Mudanças na líderança, novo lanterna vermelha, o primeiro desclassificado da fase final que abre a porta ao primeiro repescado da 1ª fase - Tudo nesta 7ª jornada. Os resultados:

Esta jornada, em protesto com a atitude medrosa e silenciosamente amorfa com que o Quique nos brinda cada vez mais, limito-me a apresentar as classificações, não deixando contudo de salientar que o Visconde Gay tirou bilhete e ofereceu a vaga ao menos faltoso com melhor pontuação da primeira fase - o Arquivo Vivo que precisa de regularizar a sua participação, junto da secretaria (Arquivo, envia mail o mais rápido possivel para secretariacnb@gmail.com) e ocupar o seu lugar, assumindo o 15º posto, herdando tudo que o Visconde lhe deixou.
Benficólogo: Mais uma e já foste. Agora adormece.....

Posto isto.....comentem. Digam pelo menos que os assobios eram para os jogadores.......
Não deixem de conhecer mais um participante, Tó, o Águia de Ouro em: http://www.campeonatonacionaldeblogues.blogspot.com/
PUBLICIDADE: Relembramos que estão abertos os concursos para a sponsorização deste campeonato para a próxima época. Os custos são baixos e a visibilidade alta. Para saber as condições é favor contactar boloposte@gmail.com ou secretariacnb@gmail.com.

Foco da crise

Não é difícil manter um olho no burro e outro no cigano quando se olha fixamente para Quique Flores.

Ainda vamos a tempo de ser campeões... em 2010

Se o Chelsea fosse o Benfica, ainda estava a levar com o Scolari e já tinha sido afastado de todos os objectivos da época, porque “estar sempre a mudar de treinador não é solução”, e porque “o brasileiro é campeão do mundo”, e porque “só precisa de tempo para se ambientar a uma nova realidade”, e porque “para colher é preciso semear primeiro”.

Mas não, o Chelsea percebeu que se tinha enganado outra vez e não hesitou em tentar emendar a mão. Podia ter-se equivocado novamente, mas tentou ser feliz e, guess what, conseguiu dar mesmo um pontapé na crise, estando ainda nas corridas que lhe interessam depois de ter batido no fundo. Que inveja.

O seu novo treinador é estrangeiro, nunca tinha lá estado, não escolheu aqueles jogadores, herdou um plantel cheio de carências (queixava-se o sargentão), apanhou o comboio em andamento e em mau momento. Desde que lá está, ganhou os jogos todos (pronto, empatou em Turim, mas foi como se tivesse ganho) e não precisou de “períodos de adaptação” nem que lhe “dessem tempo”. E sem uma santinha por trás. É nisto que acredito: quando um gajo é bom, não precisa de tempo. Quando um gajo precisa de tempo, é porque não é bom. Quando um gajo não é bom, é um erro dar-lhe tempo. Nenhum jurado dos Ídolos precisa de ouvir uma música inteira para perceber se o candidato sabe ou não sabe cantar. Quique ainda não tinha chegado ao refrão, já se notava que não tinha voz. Agora arranha os ouvidos a quem quis ouvi-lo até aqui. É bem feito, temos o que merecemos.

É uma pena que não tenhamos percebido "a tempo" que este treinador não nos levaria a lado nenhum. E tantos sinais nos foram dados, caramba! A estabilidade só interessa quando se está bem. Quem é que quer estabilizar no terceiro lugar? O mal não está em estar sempre a mudar de treinador, está em escolher um treinador errado para o lugar daquele que nos decepcionou. O mal não está em dispensar todos os treinadores que têm falhado no Benfica, está em contratar todos os treinadores que têm falhado pelo Benfica. É a contratar que temos estado mal, não é a dispensar.

Felizmente, Quique não fará a segunda época, é certo. Não sei quem virá, mas temo que me façam uma maldade muito grande (vocês sabem do que é que eu estou a falar). Mas é já a pensar no futuro que continuo a pedir a demissão de Flores. Se despedíssemos o homem, Pinto da Costa não hesitaria em contratá-lo. Não resistiria a provar que a merda do Quique, no FCP, seria campeão, tal como fez com a merda do Jesualdo. E isso, meus amigos, era o melhor que nos podia acontecer. As nossas hipóteses para o ano aumentavam grandemente. Diamantino a interino enquanto se prepara o terreno para o sucessor. Ah, querem ser humilhados pelos lagartos primeiro? Vocês é que sabem.

domingo, março 15, 2009

Diálogos Bloguistas

Poderia ser uma conversa entre TheChamp e Boloposte, este Domingo, numa pastelaria fina algures neste pais...

TC - Alvalade, we have a problem.
BP - Não faz mal, nós temos a besta do burro do espanhol...



















Imagem gentilmente roubada aqui

sábado, março 14, 2009

Descobrimos quem pintou a Academia

Pequeno passatempo!

Qual destes objectos não pertence ao grupo?

Já vos tinha dito que o espanhol é uma besta?

Foda-se!

Os sub-13 do Real Massamá...

Hoje, andava a dar uma volta pela internet e encontrei isto (carregar nas imagens, para ver melhor):

Reparem bem no ar apreensivo do jogador da esquerda e do jogador do centro, como quem diz: "Será que ele vai notar?...". O do meio até parece que responde: "Se notar, parto-o ao meio!".


O jogo, Sport Grupo Sacavenense - Real Massamá, a contar para a 4ª jornada da fase final do campeonato da associação de futebol de Lisboa em infantis 11, já deu direito a comunicado de indignação por parte da equipa da casa.

Assim, já acredito que o Mantorras tenha apenas 26 anos...

We'll always have Munich

Desculpem não me ter lembrado desta antes de a equipa ter chegado à Portela. É só para dizer ao Bento que me parece que isto pode ser o início de uma bela amizade.

Técnico do Sporting adere ao Twitter

sexta-feira, março 13, 2009

Já temos o spray vermelho pronto

Parece que há por aí malta muito indignada com a prestação leonina em Munique (pela parte que me toca, só tenho a agradecer). O resultado foi este:



O BnRB não brinca em serviço e além de um fotógrafo já colocou no terreno um enviado especial armado com um spray de tinta vermelha, pronto para escrever as mensagens que queiram enviar aos heróis de Munique.

Por mim basta um "obrigado". 1,2,3 diga lá outra vez...