segunda-feira, abril 30, 2012

Casa onde não há título, todos ralham e ninguém tem razão

No dia em que o FCP comprou mais um título no supermercado, eriçou-se a toponímia benfiquista com muitas subscrições públicas para a Rua Vieira e para a Rua Jesus. E eu fico parvo com isto. Mais parvo, vá.

Achar que Jesus é culpado por o Benfica não ter ganho este campeonato é o mesmo que achar que Vítor Pereira tem muito mérito na conquista do mesmo: uma tontice, uma ingenuidade.

Jesus não é perfeito, mas também não há nenhum treinador que o seja. Erra de vez em quando, pois erra, como eu e como tu erramos por vezes no desempenho da nossa profissão. O que nós não temos, no desempenho da nossa profissão, é um cabrão de um sistema que nos boicota o trabalho e que branqueia os erros que a concorrência também comete.

Podia dizer-se que, tal como Jesus, eu e tu, também os árbitros cometem necessariamente erros no desempenho das suas funções. Naturalmente que assim é. É uma função nada fácil, a de decidir em fracções de segundos, a correr, com muita gente à frente, aquilo que nós muitas vezes, sentados no sofá, em repetições de vários ângulos e em câmara lenta, temos dificuldade em avaliar. Sabemos isto. Mas também sabemos, há 30 anos pelo menos, quais são os erros que acontecem, e quais são os erros que se deseja que aconteçam.

Um sistema que há 30 anos decide, desde as divisões inferiores, quais são os árbitros que sobem, quais são os árbitros que descem, quais são os que chegam a internacionais, quais são os que são aconselhados a mudar de hobby. Quais são os que ganham viagens ao Brasil pagas por engano como recompensa por bons serviços, e quais é que ganham viagens ao dentista depois de um jogo em que alguém achou que não foi beneficiado como devia ser. Quais é que comem fruta, e a quais é que é mandado servir o jantar. Quais é que precisam de indicações para chegar à casa da Madalena, e quais é que já sabem o caminho de cor. Quais é que pedem aconselhamento matrimonial em vésperas de jogos e quais é que dão facadas no matrimónio a seguir aos jogos.

Este sistema, dizia eu, tem 30 anos. Significa isto que não há hoje, na primeira categoria, nenhum árbitro que não lhe tenha prestado serviços. Não há árbitro que não tenha o rabo preso. Não há árbitro que não tenha vendido a alma ao diabo. Não há árbitro que, na hora do aperto, tenha a coisa sido combinada ou não, tenha dúvidas sobre que lado é melhor não prejudicar.

Tome-se como exemplo esta última jornada (há mais, já lá iremos): em áudio, para não prejudicar aqueles com dificuldades na leitura nem os que já estão fartos de um post com tantas letras:



Tudo isto é ignorado na hora de gritar «Rua, Vieira!», «Rua, Jesus!». A culpa de não terem assinalado um penalty sobre Saviola em Vila do Conde «é de Jesus, que teimou no Emerson». Mas... o Emerson não jogou em Vila do Conde. «Mas jogou noutros jogos! Fora, Jesus!»

Eu pergunto se alguém faria melhor que Jesus nestas circunstâncias. Claro que há gente mais capaz que Jesus. Há gente que conseguiria o mesmo que Jesus, mais ponto, menos ponto. Não estou a querer dizer que Jesus é insubstituível, apenas que é o menor dos nossos problemas. Jesualdo é uma merda no Benfica; chega ao FCP, é tricampeão. Fernando Santos é o engenheiro do penta; chega à Luz, ninguém suporta aquele futebol grego. E vocês ainda acham que os treinadores têm influência no título português? Não me fodam! Como diria alguém que citei ontem no Twitter, «o treinador pode ser um qualquer, os árbitros é que têm de ser destes».

Assim, só posso entender a contestação a Jesus como um meio para contestar Vieira. OK, ninguém está imune a críticas. Vieira também tem as suas falhas lado a lado com os seus méritos. Há quem esteja farto dele? OK, é legítimo. Há quem queira ocupar o lugar dele? OK, é legítimo. Agora, porem-se com contabilidades dos títulos de Vieira sem quererem saber dos sistema oleado há 30 anos é desonestidade intelectual. Vieira pode contratar os melhores treinadores do mundo e os melhores jogadores do planeta, que haverá sempre um Maicon em fora-de-jogo que dará a vitória ao FCP. Para furar o sistema, é preciso que eles tenham de contratar 3 treinadores numa época ou que rebente um escândalo como o Apito Dourado que deixe toda a gente com medo de fazer o habitual.

Imagina que estás sentado no lugar de Vieira. Eu pergunto-te: como lutas contra isto?

Com um Veiga? Para fazer o mesmo, ser apanhado e nos descer de divisão? Se gostas de ganhar a qualquer custo, muda de clube, pá! O meu clube não é assim. E, no que depender de mim, continuará a não ser. Vou-te aos cornos se me vieres tentar convencer do contrário. Estou já a avisar: o gajo que me tentar meter um autocolante «Vota Veiga» ao peito leva uma lostra na hora. Não admito. Não admito mesmo. E volto a perguntar-te: sem fazeres o mesmo, como lutas contra isto?

domingo, abril 29, 2012

E esta?!

Jorge Jesus tem acordo com o FC Porto para assumir o lugar de treinar na próxima época. A dificuldade agora será o processo de rescisão com o Benfica. Com isto, pode ser que a melhor venda do Benfica seja mesmo o o JJ.

O Sporting está cada vez mais próximo do título.

É já para a semana, no Dragão.

sábado, abril 28, 2012

quinta-feira, abril 26, 2012

Malta que vai esperar o Sporting ao aeroporto:

A equipa vai demorar a chegar, porque o espaço aéreo espanhol está encerrado enquanto a bola do Sérgio Ramos não descer.

26 de Abril sempre!

Força, força camarada Basco!

quarta-feira, abril 25, 2012

Ouvi dizer...

... que a bola que o Sérgio Ramos rematou no desempate por penaltys já encontrou água em Marte.

terça-feira, abril 24, 2012

Se eliminar o Bayern...

Mourinho será o primeiro treinador a levar duas equipas à final da Champions na mesma época.

sábado, abril 21, 2012

Cof... cof...

A AAC já boicotava a final da Taça alegando não ter garantias de que PPC não tenha condicionado nenhum árbitro, não?



quinta-feira, abril 19, 2012

Carrega, Sporting

Bom, se algum dia virem isto ao contrário, saberão aonde é que os imaginativos foram buscar a ideia.

Carrega, Sporting!

Shalke retira camisola 7 em homenagem a Raúl

Sporting retira o # do teclado de todos os telefones de Alvalade em homenagem a Paulo Pereira Cristóvão.

quinta-feira, abril 12, 2012

São realmente diferentes

LOLOLOLOL!

Trabalhadores do Comércio renovam hit antigo em homenagem a Pereira Cristóvão: «Chamem o polícia, que ele é que paga».

quarta-feira, abril 11, 2012

Tomahawk, o caralho


Já disse isto noutro lado, vou repeti-lo aqui. Para mim, aqueles remates do Ronaldo são Concordes: a bola atinge velocidade supersónica e baixa o nariz aquando da aproximação à pista.

Olha, o Veiga está vivo!

Que bela águia que ali temos.

terça-feira, abril 10, 2012

Folgo em saber que as osgas já festejam erros de arbitragem

Entre o momento em que Luisão toca em Wolfswinkel e aquele em que o holandês cai na área, nasceram algumas 500 crianças. Espero, sinceramente, que, quando chegarem à idade adulta, já não haja SCP. Vamos bem encaminhados neste meu desejo. Actualmente, o Sporting é isto:

Entretanto, no meu clube, aparecem os abutres. Para eles, a culpa de não assinalarem os penalties que nos impedem de chegar ao golo e apitarem o mais pequeno toque na nossa área é do presidente e do treinador. A culpa de jogarmos repetidas vezes com um a menos é do presidente e do treinador. A culpa de nos castigarem os melhores jogadores para não poderem actuar em jogos decisivos é do presidente e do treinador. Enquanto não percebermos a raiz do problema, não vamos lá.

O melhor Benfica que alguma vez vi jogar à bola, com cabazadas atrás de cabazadas, foi campeão sofridamente na última jornada. O Benfica tem de ser sempre super-heróico para conseguir ganhar alguma coisa sofridamente. Já o FCP de Vítor Pereira, que pratica o pior futebol que os próprios andrades terão visto nos últimos 30 anos, prepara-se para ser campeão tranquilamente, e vocês ainda acham que os treinadores são os responsáveis por isto? Estamos conversados.

domingo, abril 08, 2012

Aposto que nos vão tirar o campeonato na secretaria

Aqui há uns tempos, os adeptos do Panathinaikos provocaram uma série de distúrbios no derby com o Olympiakos, cenas lamentáveis que fizeram lembrar um pouco o que se passou no último derby lisboeta.


Menos de um mês depois, as sanções foram aplicadas pela liga grega e ratificadas pela federação. O clube dos adeptos considerados culpados pelos distúrbios perdeu o jogo, perdeu mais 3 pontos, jogará 3 jogos à porta fechada e paga uma pipa de massa.


Em Portugal, vai amanhã disputar-se a 2.ª volta de um jogo que na 1.ª teve uma claque legalizada a vandalizar as instalações pré-históricas de um estádio que nunca na puta da vida poderá ser palco de uma final da Champions. Consequências? Zero.

Culpo desde já os promotores deste estado de impunidade pelos eventuais desacatos que venham a verificar-se amanhã em Alvalade motivados pelo desejo de fazer justiça pelas próprias mãos. Só tenho pena de que para esses as consequências sejam também zero.

sexta-feira, abril 06, 2012

Sporting na Meia-Final da Liga Europa

Fomos melhores e passámos à meia-final da Liga Europa. Parabéns!

E assim Portugal ultrapassa a França no ranking de países da Uefa!!
Toma lá ó Platini...

quarta-feira, abril 04, 2012

A cara de um é o cu do outro.


Táctica para logo

Telefonar a Vale e Azevedo para saber como é que se faz para se safar em Londres.








P. S. – O árbitro telefonou primeiro.






P. P. S. – Vou ao aeroporto dar um abraço ao Emerson.

Jesus fala português daquela maneira porque...

... mesmo para um representante de Deus, é muito difícil falar bem todas as línguas do mundo. O papa, por exemplo, tem o mesmo problema.